Acompanhe nossa postagens no Google

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Nasce a Associação Brasileira de Mídias Evangélicas




Associação Brasileira de Mídias Evangélicas é criada e tem o objetivo de promover captação de recursos para os veículos do segmento




Objetivo é reunir mídias do segmento em todo o país, entre jornais, TVs, rádios e sites





Foi criada, dia 26 de junho, a Associação Brasileira de Mídias Evangélicas (ABME), uma entidade que reúne proprietários de várias mídias: jornais, rádios e sites. Eles se reuniram para criar uma associação que os represente junto a órgãos governamentais e às agências de publicidade de todo o país.




A ABME nasceu para ser um divisor de águas. A mídia evangélica ficava isolada; todos conheciam a todos, porém não éramos unidos para nada. Nossas matérias, nossos recursos e nossas ideias eram de esforços isolados. Agora, somos fortes, nossa opinião será ouvida por muitos, de forma mais rápida e precisa. Tenho certeza de que seremos mais respeitados como profissionais e como formadores de opinião, disse o diretor executivo, Sandro Genaro.




A primeira diretoria eleita é composta pelo Presidente: Orli Rodrigues, do jornal Nosso Tempo; vice-presidente: pastor Gilton Medeiros, do jornal Novas; Diretor Executivo: Sandro Genaro, do jornal Interação; 2º Tesoureiro: Paulinho Gospel, do jornal Gospel Lagos; 1º secretário: Nilson Reis, 1º tesoureiro: Marcio Luiz; 2º secretário: pastor Jean e assessora de imprensa: Mércia Machado.




Eleito por aclamação presidente da ABME, Orli Rodrigues disse: – A criação da ABME é o grande fator que faltava para o crescimento das mídias evangélicas. A busca dos recursos financeiros será de grande importância para essas mídias, pois poderão ser aplicados em seu quadro funcional, contratando grandes profissionais nas áreas jornalística e artística de uma redação. Os profissionais cristãos não serão mais deixados para o mundo secular. Com a ABME forte, forte também serão as mídias evangélicas.




Inicialmente, a ABME representará 16 órgãos, sendo seis jornais impressos, nove rádios e uma emissora de TV online. Estima-se que, somados, esses órgãos serão vistos por mais de 500 mil pessoas por mês. A ABME, também, não estará limitada ao Rio de Janeiro, pois sua abrangência alcançará todo o território nacional. A associação estará aberta aos órgãos da mídia evangélica brasileira.




A criação da ABME, para mim, é um grande projeto que Deus abriu para nós que trabalhamos com mídia evangélica. Isso nos fortalece e faz nosso trabalho ser mais respeitado pelas autoridades. Nós representamos um grande segmento, que, graças a Deus, cresce muito a cada dia, falou Paulo Ricardo, diretor do jornal Gospel Lagos.




A expectativa agora é de muito trabalho, para fortalecer as mídias e a associação. A diretoria aposta na dedicação de todos e no desejo de Deus de abençoar seu povo. Se depender de otimismo, a união das mídias evangélicas frutificará e o crescimento será gratificante e a olhos vistos.




A meta é chegar ao fim do ano com, no mínimo, 100 mídias. Quem é proprietário de mídia evangélica e quer fazer parte da ABME, deve contactar o e-mail abme. midias@gmail.com ou ligar para (21) 7803-6172 ID 120*110291. Reuniões: a entidade convida os interessados a se reunirem toda terceira segunda-feira de cada mês, às 10 horas, na sede provisória da ABME, localizada na Avenida Marechal Floriano, 143, sala 301, Centro, no Rio de Janeiro (RJ).









Jornal Nosso Tempo