Acompanhe nossa postagens no Google

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Câmara de Vereadores de Araguaina aprova requerimento para regular som de igrejas

Pastor Evangélico usando a tribuna da cãmara, sendo
observado pelo deputado Eli Borges e o Presidente do
Conselho de Pastores de Araguaína
Foi aprovado por unanimidade hoje na Câmara Municipal de Vereadores de Araguaína, Norte do Estado, o requerimento nº 1.146/13 que regula a fiscalização e o funcionamento das igrejas evangélicas na cidade. A polêmica em torno do assunto nasceu em julho deste ano a partir de discussões sobre o volume do som usado nos cultos . Na época, duas igrejas foram interditadas, com base no Código de Posturas do município.

De acordo com o vereador licenciado Gipão Fundação de Atividade Municipal Comunitária de Araguaína (Funam) que é evangélico, a justificativa para a discussão é para que haja uma alteração jurídica na legislação da prefeitura em relação ao som nas igrejas.

Interdição


De acordo com o diretor de postura do município Tiago Spacssassi, a única justificativa para a interdição das igrejas seria por estarem causando poluição sonora. O presidente do Conselho de Pastores, Idézio Alves disse que as igrejas estavam agindo de acordo com a lei. "As duas igrejas que foram fechadas este ano pela prefeitura não foram orientadas e nem autuadas. Pensamos que pode haver uma perseguição por parte do departamento de postura", destacou.

Fonte: Jornal do Tocantins
Foto: Igor Cortez