Acompanhe nossa postagens no Google

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Empresário decide apoiar a Marcha pra Jesus em Palmas e doa toda a estrutura de som

Rubens Uchôa, pastor Carlos Roberto, empresário fernando,
 Márcio Neres e Jaime Lima
Da Redação JM
Ricardo Costa

A correria contra o tempo em busca de parceria começou ontem (10.10) em Palmas para que a Marcha para Jesus seja realizada com sucesso na capital.

Após reunião na sede da entidade da OMEP-TO, o empresário Fernando diretor da Light Som e assessórios da capital decidiu doar todo o equipamento de som gratuitamente para a realização da Marcha. Segundo Jaime Lima um dos coordenadores do evento, o som doado para a realização do evento é avaliado entorno de 12 mil reais. “Deixaremos de pagar o equipamento de som que será entorno de 12 mil reais, Deus está nesse negócio avaliou Lima ao JM Notícia”.

A Marcha será realizada no dia 26 de outubro na capital.

Entenda:

A Marcha seria realizada em parceria com a Prefeitura de Palmas que de última hora afirmou que por questões jurídicas não poderia contribuir na realização do evento, pegando os organizadores de surpresa.

O procurador de Palmas, Públio Borges teria afirmado a um veículo de comunicação da capital que a Prefeitura não pode destinar recursos para a Marcha para Jesus. Segundo o procurador, de acordo com a legislação, a Prefeitura não poderá destinar bens ou recursos para eventos religiosos. “A lei dispõe que a música gospel trata-se de uma expressão cultural e, portanto, não abrange eventos religiosos”.

O assessor Fernando Fagundes ligado ao Secretário de Relações Institucionais Tiago Andrino encaminhou nota ao JM Notícia afirmando que os evangélicos têm que fazer os seus eventos independente do poder público.

A Marcha é um evento tradicional no Brasil e tem recebido o apoio de vários governos no país para a sua realização todos os anos. Já em Palmas onde a população evangélica representa quase 40% não receberá apoio da Prefeitura.




Fonte: JM Noticias