Acompanhe nossa postagens no Google

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Casal de empresários evangélicos desaparece no Tocantins

Apresentação do coral da 4ª Igreja Batista de Araguaina, casal
com foto circulada
A Polícia Civil (PC) de Araguaína instaurou na data de ontem, 25, o Inquérito de n° 23/2013 para investigar o desaparecimento do casal de empresários Demerval Correria Freire (57 anos) e a esposa Lenir da Silva Freire (55 anos), ocorrido no último dia 21. O Inquérito foi instaurado pela delegada regional Verônica Carvalho, mas será presidido pelo delegado titular de Wanderlândia, Emerson Fonseca, com o apoio do delegado de Polícia Fazendária Rerisson Macedo.



Segundo Verônica Carvalho, a Polícia fez uma varredura na fazenda Recanto da Aldeia, localizada no município de Wanderlândia, local em que ocorreu o desaparecimento do casal, mas nenhuma pista foi encontrada. Diante disso, o Inquérito foi instaurado, nenhuma linha de investigação está descartada, mas ela pontuou que “a primeira coisa temos que localizar as vítimas para saber o que aconteceu” e ressaltou que as investigações continuam até que o caso seja esclarecido.

A delegada não revelou detalhes das investigações, mas adiantou que um dos procedimentos será o rastreamento das últimas ligações dos celulares do casal de empresários. O caseiro da chácara, João Batista Lopes Freitas, recém contratado, não foi encontrado e até o momento não há informações sobre o seu paradeiro. O veículo do casal, uma L200 (branca) também está desaparecida.

O casal é proprietário da empresa Carretas Itía (Araguaína), congrega na Quarta Igreja Batista de Araguaína e tem duas filhas. A família ainda não divulgou fotos dos empresários. A informação é que o casal saiu de Araguaína para passar o fim de semana na chácara Recanto da Aldeia no município de Wanderlândia, no último sábado, 21, foi visto por vizinhos por volta das 13:00 horas.

ARAGUAINA NOTICIAS