Acompanhe nossa postagens no Google

quinta-feira, 26 de maio de 2011

HOMOSEXUALIDADE E VALORES REAIS


É fácil falar sobre homossexualidade de acordo com esta citação: “Deus criou Adão e Eva”, disse o pregador, procurando provocar um riso barato, “não Adão e Evaldo”.
Entretanto, atrás das letras garrafais que se referem a gays, lésbicas, travestis e homossexuais, repousa uma grave realidade: talvez algo como 10 por cento da população em geral já questionou sua tendência sexual uma vez ou outra. E pelo menos 10 por cento da sua própria congregação pode ter lutado com a realidade de ter um amigo, pai ou mãe, irmão, primo, tio ou cônjuge homossexual.

E as pessoas que se sentem “puxadas”para esta direção tentam de tudo- oração, jejum, trabalho missionário e casamento- para tranqüilizar sua luta interior. O índice de suicídio entre jovens homossexuais é tremendamente desproporcional comparado com o da população em geral.
Este é um assunto que precisa ser tratado com seriedade e sensibilidade.

Será que é sua imaginação, ou será que praticamente todos os programas de televisão têm um personagem homossexual que é tão “normal” quanto os outros? As referências ao homossexualismo estão em toda a parte: de filmes aparentemente inocentes até as tramas das novelas de TV.

Leia Gênesis 1:26-28. O que você nota sobre o ideal de Deus para Suas criaturas humanas?
Leia Levítico 18:22 e 20:13; Romanos 1:27. Nesses versos, Deus reconhece a existência do homossexualismo, mas esse é um estilo de vida contra o qual Ele alerta Seu povo.

Todos nós fomos criados como seres sexuais. Nossos genes, hormônios, aparência, comportamento e tradições – até o nosso processo de raciocínio – tudo isto reflete nossa sexualidade.
A sexualidade é um presente de Deus. Mas as evidências de que esse presente pode ser mal utilizado podem ser encontradas em processos de divórcio, casas de detenção juvenil e nas manchetes sórdidas dos jornais de todos os dias. Muita dor e sofrimento poderiam ser evitados se vivêssemos de acordo com os ideais de Deus, mas, infelizmente, às vezes fazemos escolhas erradas.

O ideal de Deus sempre foi de que as relações sexuais sejam reservadas para ser praticadas com alguém do sexo oposto e dentro do contexto exclusivo do casamento (1 Timóteo 5:22).

Você está vivendo uma fase de exploração e descoberta de suas crenças, personalidade, sexualidade, relacionamentos, etc. Tais pensamentos não tornam ninguém homossexual. A homossexualidade é quando alguém tem sentimentos persistentes de atração por pessoas do mesmo sexo, e aversão, ou indiferença, ao contato físico com alguém do sexo oposto. Passe tempo com Deus, e analise seus sentimentos e pensamentos.

Embora nunca cheguemos aos padrões de perfeição de Deus, enquanto vivermos neste mundo, Ele decidiu nos justificar gratuitamente, para cobrir nossa pecaminosidade com Seu caráter perfeito. Não importa em que somos tentados – mentir, roubar, colar, desrespeitar nossos pais ou nos envolver em atividades homossexuais imorais – Deus nos ama assim mesmo.

Aceitar o amor de Deus é o primeiro grande passo na direção de aceitar-se como você é. Embora você não seja perfeito, Deus o ama com um amor perfeito. Não importa quais as suas lutas, os sentimentos dEle nunca mudam. Deus quer ajuda-lo a vencer as coisas que atrapalham seu relacionamento com Ele.

Leia Romanos 12:1,2. Entregue sua sexualidade a Deus.
A sexualidade é uma parte importante de nossa vida, mas não é a única. Deus pode torná-lo uma pessoa completa de várias formas.

Não temos o direito de magoar ou julgar ninguém. Insultos magoam; não importa quem você seja. Resista à pressão da mídia e de seus colegas, de causar dor a qualquer pessoa que seja diferente de você. Muitos homossexuais são solitários, e quase não tem amigos. Muitas vezes se afastam das pessoas porque se sentem condenados pelos outros.

O verdadeiro cristianismo significa eliminar um pouco do sofrimento do mundo oferecendo amizade a alguém que você tem a tendência de marginalizar. (Mateus 7:12). Embora não devamos justificar ou apoiar o pecado, devemos amar o pecador.

Deus criou a sexualidade humana saudável, e nunca planejou que o homossexualismo existisse; Ele não desejava que quaisquer resultados do pecado estivessem presentes em nossa vida. Mas o pecado e a tentação são realidades no mundo de hoje. (Apocalipse 22:15).

Precisamos escolher viver uma vida santa e pura apesar das tentações que sofremos. Deus está sempre de braços abertos a nos receber, aceitar e perdoar quando realmente nos arrependemos de nossos pecados.
FONTE: http://www.bibliaonline.net/estudos/?acao=tema&estudo=8&licao=7 (GRIFO NOSSO)