Acompanhe nossa postagens no Google

quinta-feira, 29 de março de 2012

Estado de saúde da Missionária Margarida Lemos ainda é considerado grave

O Tocantins Gospel tem procurado deixar os nossos leitores e irmãos informados sobre como anda o estado de saúde da nossa amada Professora Margarida Lemos, que se encontra internada faz uma semana. As nossas informações foram cedidas por Junior Maciel, jornalista e amigo pessoal de Margarida Lemos.



ENTENDA O CASO:
A professora Margarida Lemos Gonçalves , 85 anos, missionária da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira, foi hospitalizada na terça-feira, 20 de março, no IOP, em Palmas (TO), com fortes dores no peito, febre, cansaço, ocasionados por uma Gastrite Hemorrágica, problema já sob controle. 
 
Na noite deste domingo, 25, a professora foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva-UTI, devido a 
paralisação dos rins, o que prejudicou outros órgãos. Segundo o Boletim Médico desta segunda-feira, todos os procedimentos foram feitos para que houvesse uma reação dos rins, mas não foi obtido êxito. O estado é considerado grave. 


Ja uma avaliação médica na noite desta segunda-feira, 26, diz que a professora Margarida já está reagindo ao tratamento. 

Nesta terça ainda será submetida a outra Diálise para limpeza dos rins. 

Há uma significativa melhora quanto ao tratamento, mas o estado de saúde ainda é considerado grave, havendo a necessidade de ser removida para um hospital especializado em São Paulo.
 

Sugerimos o nome da professora Margarida para ser incluído em suas orações. 
 
"Portanto, orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz." (Tiago 5:16 - NVI)



A professora Margarida, além de uma das fundadoras do Colégio Batista de Tocantínia, é a grande responsável pelo retorno das atividades da instituição ocorrido recentemente, com a presença de várias autoridades, inclusive, do governador Siqueira Campos. Sua contribuição para a educação do antigo norte Goiano e nosso Tocantins pode ser considerado de valor inestimável.

Também não poderiamos esquecer de sua bravura na evangelização desta região na sua mocidade quando no lombo de cavalo não media esforços pra levar a mensagem de esperança da salvação em Jesus por onde andava. Mesmo com sua idade avançada ainda hoje cumpre sua missão, não mais a cavalo, pois os tempos são outros e sua idade e saúde também, mas com grande frequencia pega um carro e sobe a serra do lajeado para falar de Jesus ao povo que mora naquela região