Acompanhe nossa postagens no Google

sexta-feira, 21 de junho de 2013

UMA REFLEXÃO SOBRE O MOMENTO QUE VIVE MIRACEMA

Fico pensando aqui comigo. Se a prefeitura de Miracema não tivesse este ICMS da Barragem que engorda a nossa arrecadação, será que estariam tão acomodados os nossos administradores como estão? Entra governante e sai governante e não os vejo lutarem para trazerem geração de emprego para nossa cidade, pois afinal a prefeitura tem dinheiro em caixa, mas sem geração de emprego não tem dinheiro no bolso do cidadão, por isso uma multidão vai embora de nossa cidade. Defendo que em nossa manifestação haja um grande grito pelo despertamento dos nossos governantes por ações que gerem emprego. E não estou falando de cabresto de emprego público, busquem grandes empreendedores pra nossa cidade ou será que preciso que o cidadão va em busca de investidores pra Miracema? Elegemos representantes pra que? Só obras públicas em uma cidade que está esvaziando, pode chegar o dia que não haverá carros pra andar no asfalto, gente pra ir a praça e pessoas para verem a reforma da prefeitura, pois o povo esta indo embora. Seremos uma cidade só de funcionários públicos e aposentados? Seremos uma cidade que sua movimentação vai girar em torno do Miracaxi? Uma festa que dura três dias? A cidade fica lotada e depois dos três dias esta vazia, a cidade rica volta a ser pobre pois  o dinheiro foi embora e de herança fica o prejuízo Social (A Cinderela volta a ser a gata borralheira). A verdade nua e crua é que os pais de família estão indo embora de nossa cidade por aqui não estão conseguindo sustentar com dignidade sua família nesta cidade que tanto amamos. Se fizermos uma pesquisa entre a população veremos que uma porcentagem assustadora de nossos moradores ja pensaram ou estão pensando de mudarem-se de Miracema. O motivo é quase sempre o mesmo. Falta de oportunidade de trabalho ou de formação acadêmica para seus filhos. Lembre-se: Temos uma das localizações mais estratégicas do estado e um campus da UFT em nosso município. Isso é difícil de entender diante da nossa dura e sofrida realidade.


Fica a palavra de um filho adotivo desta cidade. Que busca fazer a sua parte pelo bem deste lugar. Marcelo Borges Marinho. Natural de Paraíso do Tocantins, porém morando e orando por esta cidade desde 1998. Pastor evangélico, atualmente pastoreia a Igreja Batista Hebrom  e exerce a função de presidente do Conselho de Pastores e do Conselho Municipal de Saúde.